sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Poeta nos versos de Vinícius

Ou tantos codinomes de Pessoa.

“Medo de mim” escrevi um livro, tinha bicho...

Chacal que canta e incita o medo

Aquele de sentir algo lá dentro

Profundo existir hibernado

De andar descalço nas muralhas d’Ávila

E ser encantado pelos delírios de uma Flor.................Sayurï Yamane.

Postar um comentário