quinta-feira, 29 de março de 2012


Abou Ben Adhem (possa sua prole multiplicar-se!)
Despertou uma noite de profundo sonho de paz,
E viu a luz do luar que entrava no quarto,
Tornando-o magnífico como um lírio desabrochado,
Um anjo que escrevia num livro de ouro.
A grande paz que Ben Adhem sentia o tornou ousado,
E ele falou à visão: “O que tu escreves”, O anjo ergueu a cabeça
E com um olhar de doçura e concórdia
Respondeu: “Escrevo os nomes dos que amam o Senhor”
“É o meu nome um deles?” perguntou Abou, “Não, não...”,
Respondeu o anjo, - Abou falou mais baixo,
Mas ainda alegremente: “Rogo-te então,
Anota o meu nome, como o de alguém que ama os Seus semelhantes”
O  anjo escreveu, e desapareceu. Na noite seguinte,
Retornou, envolvido numa imensa luz com poder de despertar
E mostrou os nomes dos que Deus abençoara,
Eis que, entre esses nomes era o de Ben Adhem o primeiro!


Abou Ben Adhem (may his tribe increase)
Awoke one night from a deep dream of peace,
And saw within the moonlight of his room,
Making it rich and like a lily in bloom,
An angel writing in a book of gold,
Exceeding peace had made Ben Adhem bold,
And to the presence in the room he said:
“What writest thou?” – the vision raised its head,
And, with a look made of all sweet accord,
Answered, “The names of those who love the Lord.”
“And is mine one?” said Abou. “Nay, not so,”
Replied the angel, – Abou spoke more low,
But cheerily still; and said, “I pray thee, then,
Write me as one that loves his fellow men.”
The angel wrote, and vanished. The next night
It came again, with a great wakening light,
And showed the names whom love of God had blessed,
And, lo! Ben Adhem’s name led all the rest!

Abou Ben Adhem written by James Henry Leigh Hunt 


Postar um comentário