sexta-feira, 16 de março de 2012




Ao lado da janela,
desconhecida dormes.
Com o sono
-ponte de vidro-
e o teu pé nu.
E o ar que te respira
deixa de esperar
o azul da luz do dia.
João Camilo- A Ambição Sublime


Postar um comentário